saúde

Mais informação, mais esperança contra o câncer de mama

Todos os dias, o Via Saúde está dedicado a fazer chegar até você informações, dicas e orientações que promovam uma vida com mais saúde, equilíbrio e qualidade, tanto para o seu corpo quanto para a sua mente.

Em apoio ao Outubro Rosa, este mês reservamos nosso espaço a um dos temas mais importantes para a saúde da mulher, o câncer de mama. Nesta matéria, vamos abordar aspectos gerais da doença, o que é e como o câncer se desenvolve, além de algumas estatísticas relevantes.

ENTENDENDO O CÂNCER

 Câncer é o nome atribuído a um conjunto de doenças que se caracterizam pelo crescimento celular anormal. As células se multiplicam de forma desordenada, ocasionando a formação de tumores que comprometem um determinado tecido ou órgão.

Os tumores se classificam em malignos, que crescem de forma agressiva e, em fase de metástase, podem se espalhar para outras regiões do corpo; e tumores benignos, que raramente causam risco de vida e são descritos como uma massa localizada de células que se multiplicam vagarosamente e se assemelham ao tecido original.

O câncer de mama é provocado pelo desenvolvimento irregular das células da mama, produzindo caroços, vermelhidão, nódulos nas axilas e alterações na forma dos mamilos e mamas. Lembrando que, embora raro, esse tipo de câncer também pode acometer os homens.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o câncer de mama é a segunda principal causa de morte entre as mulheres, em sua maioria com menos de 65 anos.

Estima-se que só este ano, o câncer de mama acometeu em todo o mundo mais de 2 milhões de mulheres. Mais de 600 mil foram vítimas fatais.

Conscientização, e diagnóstico e tratamento precoces podem salvar vidas.

PRINCIPAIS CAUSAS

 O câncer de mama, assim como os demais tipos, é resultado da interação entre fatores genéticos e agentes externos. Para que você entenda a diferença, aqui estão alguns exemplos:

Fatores Genéticos 

  • Envelhecimento

Agentes Externos 

  • Agentes cancerígenos físicos, como radiação ultravioleta e ionizante
  • Substâncias químicas cancerígenas, como o amianto, componente do fumo, aflatoxina e arsênico
  • Agentes cancerígenos biológicos, como infecções por certos vírus, bactérias ou parasitas

HÁBITOS DE VIDA E O RISCO DO CÂNCER DE MAMA

 Nossas atitudes diárias interferem diretamente no equilíbrio e bem-estar do nosso corpo. Entre os principais hábitos que prejudicam a saúde e podem aumentar os riscos de câncer de mama e útero na mulher, estão:

  • Consumo excessivo de álcool
  • Tabagismo
  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Maus hábitos alimentares
  • Consumo de medicamentos
  • Infecções por HPV, hepatite B e hepatite C

DOENÇA SILENCIOSA

Por não provocar dor ou manifestar sintomas alarmantes em sua fase inicial, o câncer pode muitas vezes ser descoberto tardiamente. À medida que o tumor se desenvolve, pode dar indícios de sua presença gerando certo desconforto. Entre os principais sintomas, o câncer de mama pode provocar:

  • Calor, inchaço, vermelhidão, escamação ou dor na mama
  • Sensibilidade no mamilo, secreção ou inversão dele para dentro da mama
  • Alteração no tamanho ou formato, enrugamento ou endurecimento da mama
  • Nódulos ou espessamento na mama ou nas axilas

Conhecer seu próprio corpo, fazer exames regulares e levar um estilo de vida saudável é fundamental na prevenção do câncer de mama e de todas as doenças.

Deixe uma resposta