Sem categoria

Dicas para evitar o aparecimento de varizes

Definições e Causas

Varizes são veias dilatadas e tortuosas com alteração do fluxo sanguíneo no seu interior. Vários fatores contribuem para o seu aparecimento:

  1. Hereditariedade: a tendência familiar é o principal fator para o surgimento das varizes, mas não quer dizer que seja determinante, nem todos numa mesma família terão varizes.
  2. Envelhecimento: diversos estudos populacionais já evidenciaram que a incidência de varizes aumenta com a idade.
  3. Gênero: as mulheres têm uma tendência de duas a três vezes maior de desenvolver varizes.
  4. Hormônios: os hormônios femininos (anticoncepcionais, reposição hormonal e terapias de indução de gravidez) ajudam a enfraquecer a parede das veias contribuindo para o surgimento das varizes ou a piora de varizes já existentes.
  5. Gravidez: além das alterações hormonais que ocorrem na gestação, existe também um aumento do volume sanguíneo e compressão das veias dentro do abdome o que contribui para varizes.
  6. Ocupacional: funções onde as pessoas permaneçam muito tempo de pé ou sentada sem movimentar as pernas predispõem ao aparecimento das varizes.
  7. Outros fatores incluem: obesidade, sedentarismo, tabagismo.

Fonte: https://legcare.com.br/index.php por Dr. Marcelo T. Cunha CRM 106.981

 

Após esta explicação de um médico que conheço e recomendo, Dr. Marcelo T. Cunha, segue aqui meu parecer como profissional da saúde.

Apesar de algumas causas serem pontuais como as citadas acima, digo que as varizes são classificadas como doença crônica, logo não existe cura definitiva. Tratam-se umas, aprecem outras, mas existem tratamentos que podem retirar as existentes, aliviar os sintomas, melhorar a aparência e prevenir suas complicações. Portanto, evitar o que pode potencializar o surgimento ainda é a melhor pedida.

 Confira algumas dicas para evitar o aparecimento de varizes!

  • Mantenha seu peso sob controle.
  • Evite permanecer por longas horas de pé ou sentado.
  • Pratique exercícios físicos, exceto musculação do sobre cargas para os membros inferiores principalmente.
  • A natação, a hidroginástica, passeios de bicicleta e as caminhadas são aconselháveis para estimular a ação da musculatura.
  • Não use sapatos com saltos muito altos como habito diário, se for “inevitável por algum motivo socio cultual”, procure receber massagens com técnicas que auxiliem na recuperação da sobrecarga naturalmente maléfica que os saltos proporcionam.
  • Por fim, como minha formação é em Fisiopatologia, indico a vocês leitores que procurarem profissionais da saúde especializados, na área relacionada a que estamos esclarecendo, nestes casos seriam:

Educador físico: Graduado, com credenciamento no conselho (CREF), e no mínimo com uma pós-graduação.

Médicos: Com especialização em Angiologia, e ou Radiologia Vascular, Cirurgia Vascular e Endovascular, enfim, ser Membro da Sociedade Brasileira da área afim. Mas segue uma dica importante: Pesquise se o médico apresenta qualquer ação junto aos conselhos competentes (CRM, CFM).

Nutricionista: Graduado, com credenciamento (CRN).

Lembre-se: Sua saúde é seu maior bem!

Washington Ribeiro
Ms. Fisiopatologia e Fisiologia – CREF. 0001918 – G/SP

Deixe uma resposta